O que é a Análise Transacional

por Jeffersonn Moraes

A Análise Transacional (AT) é uma teoria do desenvolvimento humano desenvolvida a partir da década de 1950 pelos estudos de Eric Berne. É uma abordagem psicológica que trata de maneira prática e compreensível os aspectos mais importantes da personalidade e das relações entre as pessoas. Para algumas pessoas, também é considerada uma filosofia de vida por causa das suas bases e princípios.

A AT acredita:

a)      Na oqueidade: uma crença no potencial de cada um de sentir-se bem consigo e com o outro, de estabelecer relacionamentos saudáveis e construtivos na família, no trabalho e nos diversos grupos sociais, mesmo diante das dificuldades do dia-a-dia;

b)      Nas relações contratuais, onde cada um pode assumir sua parte de responsabilidade para o alcance de objetivos comuns;

c)       Na autonomia, que significa a possibilidade de tomar decisões conscientes, espontâneas e com capacidade de conexão verdadeira nos relacionamentos;

d)      Que nossos padrões de pensamentos, sentimentos, comunicação e relacionamentos podem ser identificados de maneira prática e ao se tornarem conscientes, propiciam as mudanças que queremos em nós mesmos.

Alguns conceitos centrais da teoria:

*  A personalidade é estruturada em três instâncias: Pai, Adulto e Criança. Cada uma é consolidada em determinada fase da vida e seu funcionamento pode ser observado de acordo com a comunicação da pessoa. Quanto mais os três estão energizados e presentes, mais a pessoa está no aqui-e-agora e integrada.

*  Através da AT, os padrões de comunicação nas relações  podem ser analisados para tornar a comunicação mais clara.

*   As pessoas adotam um modo de agir/pensar/sentir chamado Posições Existenciais, que dizem respeito a estar OK (estar bem, integrado com suas potencialidades e dificuldades) consigo mesmas e com o outro. Uma vez identificadas as Posições mais utilizadas, várias percepções sobre o próprio comportamento podem ocorrer.

*  Já reparou que alguns padrões de relacionamento são repetitivos? Parece que a pessoa está sempre vivendo o mesmo tipo de problema, que tem um certo final previsível em algumas relações. O conceito de Jogos Psicológicos, onde as pessoas estão em algum dos papéis (Perseguidor, Vítima, Salvador), esclarece como isso acontece e possibilita parar este mecanismo, tornando as relações mais saudáveis.

*  Uma das necessidades essenciais do ser humano é o Reconhecimento, que pode ser obtido através de Toques ou Carícias. Os tipos e formas dos Toques podem ser descritos e seus efeitos na interação com o outro podem ser percebidos imediatamente.

*  Além das Emoções Naturais (raiva, tristeza, medo, alegria e amor), as pessoas se aperfeiçoam em padrões emocionais de Disfarce, que são aprendidos como forma de não entrar em contato com as emoções Naturais e são mais “aceitáveis” dentro de determinados contextos sociais.

*  Um conceito singular e próprio da AT é o de Script de vida: de acordo com o modo que entende a realidade durante a infância, a criança tomaria decisões centrais de como vai viver sua vida e cria um roteiro central com certas possibilidades de final.

*  Através de qualquer um dos conceitos de AT, cada pessoa pode ir compreendendo seus padrões de funcionamento para agir com Autonomia, que significa fazer escolhas e viver de forma mais consciente, espontânea e saudável.

 

Para conhecer mais sobre a AT:

Curso 101: curso com cerca de 15 horas que explora de maneira geral estes conceitos.

Curso 202: formação de dois anos (pós graduação) que se aprofunda na teoria de AT. Pode ter foco nas áreas clínica, organizacional ou educacional.

No Brasil, a instituição certificadora é a UNAT – União Nacional dos Analistas Transacionais – www.unat.com.br. Nos EUA, a instituição é a ITAA – www.itaaworld.org. Europa, América Latina, Ásia também possuem instituições representativas da AT.